terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Pensamentos mundano confrontando o silêncio da alma

 Minha alma estarrecida, num silêncio mortal, necrosou, tornou-se alma de pele sem vida, gelada feito cadáver.
 Agraciado pela pena que envolve o fato, descobri. O sossego da alma é o suicídio do corpo e todo o resto;  Desejo, na verdade, é a compulsividade do inconvencional, pulsando aprisionado dentro de mim, igual a marteladas sequenciais, em um sino, me norteando para o desconhecido. Empurrando sem freios.
 Anseio pelo desconforto viscoso da lama que banha meu corpo, despreparado para o novo que apavora, redesenhando, renovando, desbravando.
 Busco a razão para me arrepender, sem ter que pedir perdão pelo impensado, rasgado ou prensado de propósito.O marasmo da alma cansada se dissipou, verdadeiramente! Agora a vida recomeça, mundana, periférica, suburbana, num ritmo frenético, surpreendente, feito erva daninha em solo fértil, igual a carros em grande metrópoles, feito gente na cochinchina ou Dollar no bolso do Bill Gates.
 É minha vida! Vida minha... Que eu a tenha! Para meu conforto egoísta e a paz dos humanos cegos que agonizam ao meu lado.

36 comentários:

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Bom dia!
Grata pela sua visita.Quando gostamos do que fazemos a vida fica mais bonita.Nos sentimos melhores.Não temos doenças.E a felicidade está sempre presente em nossa vida.
Que Deus te ilumine sempre.
Abraços
se cuida

PauloSilva disse...

Profundidade das palavras escritas. A felicidade conquista-se. Um grande abraço.

Murilunk disse...

Palavras que remexem a lama localizada no fundo de nossa alma, mestre Jorge!

Abraço.

Keyla Carvalho disse...

Reflexão...

Obrigada

Vilson disse...

Já dizia um grande homem:
-Jovens pensem!Independente do que seja pensem!

Pensar, refletir, buscar as respostas alimenta a alma assim como o arroz alimenta o faminto estômago.

Parabéns pelo texto.

Mary disse...

texto perfeito, profundo.. nos leva à pensar e refletir sobre várias coisas que vivemos.. se estamos no caminho correto, se nos colocamos como queremos perante a vida.. parabéns pelo texto.. beijos mil e ótima semana amigo..

Tatiane Trajano disse...

Que não sejamos cegos. Não a vida inteira.

Suzane Weck disse...

Obrigado por tão carinhosas palavras meu querido amigo.Teus textos são excelentes e estarei sempre conferindo.Grande abraço.

kami disse...

O sossego da da alma é de fato um suicidio do corpo, um suicidio um tanto mais covarde que o convencional, mais ainda um suicidio, mais são poucos os que não preferem a paz da sepultura, na maior parte essa vida suburbana, cheia de erros e caminhos impensados, ou improprios, é tão lamentavel quanto a morte.. Pena também pensar-se assim, pena das pessoas que não terão ao fim o que lamentar, orgulhosas de sua vidinha mediocre e bem sucessida.

Adorei, mais do que o texto, a proposta... admiravel!!!!

bju,bju,bju!

ELAINE disse...

Ôi! Passando pra convidar! Tem post novo e presente muito especial! Vem! Cada coração amigo conquistado, é mais uma luzinha a iluminar a nossa estrada! Uma 6ªF radiante e abençoada! Abraço fraterno e afetuoso! Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

vendedor de ilusão disse...

Caro amigo,
Parabéns pelo que escreve; gostei muito! Fiquei honrado com as palavras motivadoras e entusiasmantes que usou ao se referir às minhas obras; lhe sou grato por isso! Só estranhei não estar, ainda, seguindo meu blog; coisas de esquecimento, eu compreendo!
Um forte abraço e, mais uma vez, parabéns pelo blog!

O Sibarita disse...

Ômodeudocéu! kkkkkk Pois é... A Alma estarrece, o silêncio se faz de mortal e torna-se alma sem vida, gelo, cadáver ambulânte pulsando o inconvicional em sequências do blém, blém ao desconhecido... oi que bom! kkkkkk

Mas, ao certo, se a alma se desliga do corpo. O novo se apresentará do outro lado, do lado das reencarnações passadas...

E se suícidio for, sim, a vida recomeçará no vale dos suicidas...

Em verdade, em verdade eu vós digo que a vida é para se viver na sua intensidade, não importa se suburbuna, se mundana, periférica, frenética ou surpreendente, o que importa é vivência que não implique num suícidio do corpo.

Excelente texto, porém, meio down.

Valha-me Cristo! kkkkkkkkkkkkkkkk

Obrigado pelas palavras no Sibarita, volte sempre...

O Sibarita

Graça Pereira disse...

Um texto que é uma reflexão sobre o inevitável. Gostei deste teu modo de expressão e vou ficar por aqui.
Beijo
Graça

Jeanne Geyer disse...

teu texto é um verdadeiro vômito terapêutico como costumo dizer.
a vida moderna é muito louca mesmo, mas ainda vale a pena...
adorei teus escritos, te sigo, abraços.

Van disse...

Excelente seus textos, maravilhosos!

Obrigada por me apresenta-los.

Seja sempre bem vindo!

Mery disse...

Demais!
Muito profundo, e me lembrei de alguém que disse:
"- Vida, deixe-me ir, preciso..."

Grande abraço, te sigo, obrigada por partilhar; delícia de domingo pra ti.

Crisjoli Fingal disse...

Bom dia meu caro. Que bom tê-lo no meu blog. Seja sempre bem-vindo por lá. Que nossa arte de compor seja um serviço para a literatura com magia que possa transformar a vida das pessoas. Abraços, Cristiano

Lua Negra disse...

Agradecida pela visita e, por deixar sua marca mo meu "mundo".
Na reflexão encontramos caminhos a seguir sempre.
Tenha uma semana iluminada.
Abraços de luz.
Lua.

Ivana Maria disse...

Ah, mas que lindo texto! Fiquei tão encantada. Você fala com a alma. Sabe? ...Penso que o mais difícil nesse exercício chamado "viver" é encontrar o equilíbrio das coisas. De que me adiantaria uma vida correta para o espirito sacrificando a minha alegria de viver? Eu sei que não é fácil, mas creio que todo o esforço deve ser direcionado para encontrarmos o "equilibrio" sem traumas e sem abnegações extremas. Um abraço.Te encontrei no Blog Doutrina Espirita e, de agora em diante, estarei sempre por aqui.

Aline Santos disse...

Olá Byjotan!
Boa tarde! Como ai você?
Ah.. amei sua visita lá em meu blog, e obrigada por ter aceitado a minha amizade. Aí você se pergunta. Aceitado a sua amizade? Aí te respondo, sim, aceitado a minha amizade, pois não quero acúmulos de contatos, mais siam encontrar amigos inspirados e talentosos como você para trocar por meio de palavras e empatias inspirações. Você será super bem vindo sempre que quiser e puder aparecer por lá. ;)
Ah.. a respeito de sua postagem, o inicio dela me fez visualizar uma dessecação que fiz com meu professor para a realização de profundos estudos. Rapaz.. "mastiguei" cada palavra sua. Rs.. Sabe quando você disse: '(...)pulsando aprisionado dentro de mim, igual a marteladas sequenciais, (...) Eu imaginei um esmagamento de um crânio.
Por favor, não se assuste. Minha mente é que é fértil. Rs..
Mas acredito que entendi o que você quis passar com o seu texto, pelo menos em meu ângulo de observação...
Você descreveu uma mudança que ocorrem na vida, um tanto digamos, confusa, de todos os seres humanos, devido a ações impensáveis. Descreveste também de forma bastante sabia, o paradoxo que move os mesmos, porem, dependendo da interpretação de cada um pode, mover pro bem ou pro mal..
Caramba, seu texto me fez pensar em tantas coisas. Rs.. Vou me calar agora, se não escrevo um livro! Rs..
Tenha uma ótimo Domingo!
Grande abraço de sua nova amiga (se aceitares, claro.)
Pérola

lili Rebuá disse...

Grata pelo carinho deixado em minha página!
Lindo texto...Palavras içadas lá na profundidade de sua alma... Um belo poetar...
Parabéns, bjus!!!

as-nunes disse...

Enigmático, Byjotan, mas profundo, obriga a refletir e isso é do interesse do leitor.

Bom escrito, gostei, vou passar por aqui com frequência, a ver vamos se não me perco pelo caminho...

silvioafonso disse...

.


Que bom que você me
encontrou. Agora eu
vou seguir o seu blog
e esperá-lo para vo-
cê seguir o meu...

silvioafonso





.

Mary disse...

obrigada pelo comentário e por suas palavras no blog amigo.. agente vai aguentando as coisas que acontecem, mas chega num ponto em que não dá mais, o copo transborda e agente tem q falar mesmo.. pra mim nada melhor q o blog, embora eu saiba que falar de certas coisas assim publicamente às vezes é complicado.. de novo, obrigada por todas as tuas palavras amigo.. bjos mil e ótima semana..

Zélia Gadelha disse...

"O sossego da alma é o suicídio do corpo e todo o resto" Profundo e existencialista, bem Sartriano.
Adorei a poesia e o blog! Já estou seguindo! Bjusss

Caminhando com Jesus disse...

Olá, paz e bem! Vim agradecer sua visita em meu blog e conhecer seu cantinho. Muito bom, parabéns!
Fique com Deus.
Ivani Alves

MARILENE disse...

Ora sossego, ora tumulto... e vamos caminhando. Ora paramos para descansar, ora para socorrer, ora pelo desânimo... mas vamos caminhando. As vidas se cruzam, se entrelaçam, deixando a alma em silêncio, mas sem perder o alerta.
Bjs.

Darwin Bruno disse...

Muy interesante. Buen espacio. te seguiré visitando.Te envío un fraternal saludo deseándote un buen inicio de semana.Gracias por seguirme amigo

PauloSilva disse...

Vim agradecer o comentário. Tenha uma semana muito próspera! Abraço.

Nicast disse...

Gostei dos textos,, bastante reflexivos.

Silvia Ordonhes disse...

Olá! Byjotan obrigada pelo carinho
Cantinho Forno e Fogão
Gostei do seu espaço,escritas!
Muito Legal!!!
Estou te seguindo,
seja bem vindo sempre que puder
Abraço e bom carnaval...

Silvia Ordonhes disse...

Amar...
Apoiar...
Confiar...
Confraternizar...

Paz e luz para humanidade

Nilson Barcelli disse...

Pensamentos libertários.
Gostei.
Abraço.

Severa Cabral(escritora) disse...

passando para desejar um lindo domingo prá ti!
Agradecer tua visita no meu cantinho,e dizer que amei seu espaço...depois voltarei para ficar,mas de uma vez,kkkkkkkkkkkkkk,posso?
bjs de dia de domingo!

NOEMI disse...

seu texto tem a lucidez do desperto e a poesia translúcida do louco. O projeto que mais nos deve fascinar é fazer nascer o humano que nos habita. Ainda chegaremos lá e, então, estaremos prontos para ir além.
Que sejamos os que começam…
Fraternal e amoroso abraço

Pérola disse...

A vida pode parecer contraditória e provocar insatisfação.
Devemos sempre procurar o equilibrio onde o amor presida.
Un beijo.