quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Sintonia

Enquanto o mundo gira em sua rotina pré-programada, comportamentos se transformam, tomam novos rumos, sugerem novos propósitos. Atitudes vitais se tornam obsoletas.

Alimentação, grande problema do passado.
Relacionamentos, esbarrar eterno, carente de sintonia.

- ( Filho, aflito. ) Estamos com problemas, pai.
- ( Pai, aparente calma.) Diga!
- Mamãe disse que nosso suprimento de arroz chegou ao fim e lá no roçado, a safra deste ano, mal está granada, os grãos amadureceram a poucos dias e ainda não é possível cortar, secar e beneficiar. Isso leva tempo e depende do clima,do sol, que não quer ajudar,o senhor sabe como é.
- Você acabou de dizer que os grãos estão maduros?
- Sim! Estão.
- Vamos até o campo, cortamos os cachos de arroz maduros, secamos eles no fogo, mexendo nos tachos, beneficiamos no pilão e o nosso problema imediato e crítico, estará resolvido.
O pai, velho, sábio, tranquilamente virou as costas, pegou o cutelo ( ferramenta curvo, cortante. ) saiu, o filho ficou extasiado à admirá-lo.
Talvez...Fossem bons tempos aqueles.
Sempre alguém espera serenidade nas questões adversas, quando jovens imaturos sobreviviam e tomavam parte das decisões beneficiados pela parceria e auxílio dos pais, isso nunca os impediu de progredir, amadurecer. Mas, os fazia crescer com rumo, coroar-se de ética, amor ao ofício e responsabilidade.
Hoje, no girar condescendente do planeta azul, talvez, ainda continuamos crescendo beneficiado e guiado pela parceria dos pais, alguns.
Contudo, sabemos que muitas cabeças  desviam ou são desviadas antes do fim do percurso.Antes da missão completa.
Isso, porque sem uma razão social que as avalize, atitudes vitais se tornam obsoletas.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Socorro! Eu não quero ser rico.

Agora somos, de fato, brasileiros emergentes.
Candidatos, quem sabe, a novos ricos.

Cravo aqui, as implicações de se viver a pungência de uma nova era social. Minha era. Sua era. Fruto,sim de nossas amargas conquistas.

Ser próspero, não precisa significar, entupir suas artérias de gordura, pelo simples fato de poder comer carne de primeira, quatro vezes por dia, sorver o tão sonhado iogurte  e refrigerante ao invés de água, frequentar o Cacau Show e o MC Donald´s de segunda a segunda,  preferir churrasco a almoço, sempre, esquecer o passado das pinguinhas com dinheiro contado e se filiar a Ambev ( cervejaria ), diuturnamente. Ir de carro até o vizinho da frente, orgulhar-se de seu filho de sete anos fazer aula de violão,música, inglês, praticar natação, karatê, futebol, aula de arte, dança...
Lamentar por não ser o único a ter tevê 3d com assinatura de pacote completo, internet mega rápida, Blue- ray, GPS, Microondas com Grill, móveis planejado, forno plano com coifa de inox e ir para a praia diversas vezes ao ano.
Me recuso a falar dos carros, das roupas, das compras no exterior,das casas, mega casas para três.

A realidade da boa condição financeira é muito intensa,desafiadora, uma delícia, mas leva algum tempo para se acostumar e poderá seguramente nos levar tanto para o céu, quanto para o inferno.Se eventualmente subir alguns degraus e infartar. Boa viagem e que qualquer força onipotente tenha piedade da nossa alma ascendente...Tchau!
Vou tomar um energético, comendo batata chip´s de latinha, assistindo minha tevê de 60".