segunda-feira, 19 de março de 2012

Infância ( Nunca neutra )

Infância feliz.
Tem cor de nódoa, mancha, de bananeira na camiseta rasgada e suja.
Infância feliz.
Tem repulsa a cheiro de merda seca, curiosamente, revirado com pau.
Infância feliz.
Além de punheta, tem cores e gostos que adultos esqueceram ou negligenciam por dinheiro.
Infância feliz.
Relembra, agora, um interruptor desligado num cérebro que definha.


48 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, amigo escritor. Esse seu poema é polêmico, linguajar forte demais, porém concordo com o que você escreveu.
A infância tem de ser alegre, com coisas feitas para criança, e jamais um curso diferente.
Hoje vemos as crianças prostituindo-se por um prato de comida, um canto para morar, ou um dinheiro para as drogas, infelizmente, e com isso os aliciadores faturam muito alto.
Vergonhoso demais é para quem aceita participar desse mundo de horrores, ao invés de dar oportunidades para que elas vivam de fato, o que tem de ser vivido.
O mal não ocorre somente no nosso País, isso cresceu desordenadamente em termos mundiais.
No fundo, essas crianças que deixaram de ter infância, gostariam de vivenciar uma.
A questão do tráfico de drogas e usuários nessa idade também cresceu muito.
Paro por aqui, pois é um leque a ser desvendado, assunto para muito tempo, e você se cansará de ler. Rs!
Um beijo na alma, e fique na paz!

OBS: ADORO A GENTILEZA DOS SEUS COMENTÁRIOS!OBRIGADA POR ELES!

rosa-branca disse...

Infância feliz tem tudo o que não tive...pai...mãe...brincar...até brigar. Gostei meu amigo. Beijos com carinho

Filha do Rei disse...

Infância tem cheiro de fruta no pé, de não nos importarmos de nos lambuzarmos, correr sem um certo sentido, cair e levantar, simplesmente viver. Dá uma saudade!! :) Parabéns pelo texto!

Marcos Souza disse...

Oi amigo!
A infância em outras épocas, era regada de inocência, mas hoje é regada de sobrevivência... Como disse a nossa amiga Patrícia Pinna, o texto tem um linguajar forte, mas expressa a realidade. Abraços

Sandra Mitsue disse...

Oi Byjotan...
Infancia feliz é ter uma familia feliz...Arigatou né pelo carinho no Meu Cantinho....Ótima Semana!
Beijos!
San...

Patrícia Pinna disse...

Voltei para te desejar uma tarde abençoada, um feliz dia do blogueiro, pois sei que você comenta com empenho, e não por comentar.
Adoro tudo o que você escreve, sempre muito inteligente e tocante!
Um beijo na alma, e fique na paz!

Jacques disse...

Boa tarde, Byjotan.
A infância tem cheiros, sensações e lembranças únicas e imutáveis para cada um de nós.
Acho que cabe a nós não permitirmos que essas lembranças desapareçam ou mudem por causa dos percalços e tombos que levamos da vida.
Como você é um poeta nato, lhe recomendo o site http://viagensdeluzesombra.blogspot.com.br/
do amigo português Jorge Pimenta.
Agradeço por seus elogios,e vou tentar escrever melhor sempre.
Abraço.

ELAINE disse...

Olá Meu amigo! Bem vindo de volta! Como disse a Patrícia, você usou um linguajar forte para definir algo que realmente acontece e as pessoas mascaram! O adulto sobrevive matando sua criança interior e vai, como você bem definiu, definhando! A gente cresce, é verdade, mas o melhor de nós que é a pureza de sentimentos, a imaginação, os sonhos, etc, o adulto sufoca.... Muito obrigada pelo carinho e pelos comentários! Uma 4ªF iluminada! Grande abraço!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

Aninha disse...

Nosaa,como disse aew a colega você pegou pesado nas palavras!
MaS INFANCIA sadia era a de antigamente concerteza,as de hj não são infancias,são crianças totalmentes deturpadas pela sociedade!
Abraços, e vc esteve apenas uma vez no meu cantinho e não foi mais,pera aew!!! Volte sempre ! Abraços e fique com Deus ... Aninha

Renata Diniz disse...

Oi Byjotan. Infância é lembrança. Lembrança é saúde de quem ainda tem memória. Muito obrigada pela presença no Memórias Reveladas. Seja bem-vindo. Abraço!

Mery disse...

"Infância Feliz" *
Tem cor e gosto de brincadeira de roupa suja, sim; cheiro de goiaba madura que colhia da árvore e comia sem medo...cheiros que nunca serão esquecidos; Viva a infância! Tão alegre para uns e pra outros tão triste...tanta desigualdade! Coitadinhos!...Os brasileirinhos hoje não são os mesmos, já nem podem brincar nas "ruas, pois o perigo está em todos os lugares.
Lembro da infância como a época mais feliz da minha vida.
Beijinho, Mery*

Ana Jardim disse...

Oii...
Obrigada pela visita e gentil comentário que me deixou, fiquei surpresa e muito feliz!!

Quanto ao seu poema, achei muito apropriado a sua reflexão, infelizmente muita infância tem sido "feliz" exatamente desta forma. É triste sim...mas é fato!! Eu imagino que uma infância feliz seja aquela que receba afeto e renúncia por parte dos pais. Mas quem oferece aquilo que não teve?? Até existem...mas são poucos!!
bjokinhas

Nilson Barcelli disse...

E é tudo verdade mesmo...
Gostei do teu ponto de vista, muito personalizado, aliás.
Um abraço, caro amigo.

Joselito de Souza Bertoglio disse...

muito bom sentir teus textos e poemas, são muito suaves de se ler, parabéns pelo belo blog, já estou seguindo e voltarei mais vezes, eu escrevo alguns versos e te convido pra fazer uma visita http://joselito-expressoesdaalma.blogspot.com ficaria feliz com a sua visita ao meu humilde espaço e se ele lhe agradar segue lá me sentiria honrado com a sua presença, parabéns por este belo espaço, um forte abraço!!!

MARILENE disse...

Infância feliz guardamos na memória. Não é ela que nos vai tornar cidadãos felizes, mas devemos guardar a manter a criança em nosso interior, já que sua visão da vida é mais auspiciosa que a nossa.
Grande beijo!

Josinete Beatriz disse...

Bom dia, montador de ilusões! Vim agradecer o carinho de suas palavras no Sonhos e Artes e dizer que também gostei do que vi por aqui. Sou fã incondicional dos que costumo chamar, "artesãos da palavra"... mas também gostei de "montador de sonhos". Bem atual, seu texto expressa a dura realidade de hoje, com a maioria das crianças...infelizmente.
Um grande abraço e que Deus te abençoe, sem medidas!
Josi.

Roseli Rosa disse...

Olá amigo poeta
Vim agradecer sua visita ao meu diário.
Apesar de você ter usado um linguajar, um tanto vulgar para muitos.Seu texto passa a realidade dos nossos dias na vida de muitas crianças, não só aqui no Brasil mais no mundo todo.
Gostei do seu Blog vou passar outras vezes pra visita-lo sempre que quiser pode visitar meu blog também.
Hoje é o último dia devotação no Ostra da poesia.Se puder contar com seu voto ficarei muito feliz.
Acesse o link a seguir:
http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/
Deixe um comentário com o link do seu Blog.
Nome da poesia : Pensamentos
Autora: Roseli Rosa
Abraços

Bem Resolvida disse...

essa moça nostálgica que escuta balão mágico para relembrar a infância gostou dos versos, principalmente da conotação.

ELAINE disse...

Amigo, volte pra desejar uma 6ªF iluminada e dizer que tem selo de amizade lá no blog! Abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, amigo escritor. Adoro o seu talento, e não gosto quando SOME! RS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Saudades de ler você, dos seus textos maravilhosos que sempre trazem discussões maravilhosas!
Um beijo na sua alma, e espero ver-te logo!
Excelente fim de semana!

O Sibarita disse...

Ô vei, tá rebocado, piripicado, infância, é isso e mais aquilo com as primas! Ômopai! kkkkkkkkkkkk

Seu Byjotan, porreta sua poesia, ela tem o poder de nos levar a revirar o cérebro para lembrar aqueles bons tempos que dinheiro realmente só no brega, atô tô meu pai! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bacana!

Obrigado pelas palavras no Sibarira, volte sempre...

O Sibarita

Smareis disse...

Infância que cheirinho gostoso me faz lembrar, minha infância foi muito feliz, tenho saudades demais.
Gostei imenso da postagem
Grande abraço!

Cissa Romeu disse...

Muito bom o poema!
Intenso, forte e muito inteligente, gostei.
Estou seguindo seu blog e te convido a seguir o meu.
Abração!

Arione Torres disse...

Oi Jotan, adorei o post!
Infância é um período muito bom para todos nós.
Tenha um lindo final de semana, bjus...

Elisa T. Campos disse...

Oi Byjotan
Obrigada pela carinhosa visita ao meu blog.Seja benvindo.

A infância é isso mesmo. Aquelas brincadeiras inocentes com jeito de criança, roupas manchadas de terra e de folhas de bananeiras. Goiaba madura como disse a Mery. Mexericas e laranjas colhidas do pé.
E como disse a Patrícia as crianças de agora aprendem a conviver com as drogas a promiscuidade e a violência.
Tuas escritas são realistas e inteligentes.
bjs

Elisa T. Campos disse...

Oi Byjotan
Obrigada pela carinhosa visita ao meu blog.Seja benvindo.

A infância é isso mesmo. Aquelas brincadeiras inocentes com jeito de criança, roupas manchadas de terra e de folhas de bananeiras. Goiaba madura como disse a Mery. Mexericas e laranjas colhidas do pé.
E como disse a Patrícia as crianças de agora aprendem a conviver com as drogas a promiscuidade e a violência.
Tuas escritas são realistas e inteligentes.
bjs

MA FERREIRA disse...

..Infancia feliz é tudo que voce descrevu..igual a que tive...sem poses, mas felix.

Hoje infancia feliz é delegar a responsabilidade da educação a escola, o brinquedo é o video game..

E vida a modernidade!!

Bj...obrigada por seguir o meu blog

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite querido !!!!!
Estive aqui algumas vezes e sempre trago na bagagem o desejo de ler e sentir nas palavras o que te faz um escritor...
Falar de infância é tão polêmico,pois sabemos como é por termos passado por essa etapa na vida...
bjs de boa noite !

Marcos Souza disse...

Olá meu amigo. Passei por aqui para desejar-lhe um domingo feliz e com muita paz. Abraços

Sónia M. disse...

Parabéns pelo seu poema!
Infância feliz é assim mesmo, com a linguagem forte que usou para a descrever!
Gostei...e fiquei por aqui.
Votos de um bom domingo.
Abraço
Sónia

Lua. disse...

Boa tarde,muito lindo seu blog.
Vc está de parabéns.
Já estou a te seguir,para voltar mais vezes.
bjs.

Ira Buscacio disse...

Infância feliz é pai, mãe, pão, livro e todo amor que há na vida.
Bom demais!
Bjão

NOEMI disse...

Querido!!!A infancia é a base da vida do adulto...dentro de todos nós pulsa uma criança pedindo pra ser ouvida ...entendida.
Amei seu blog...abraços

Graça Pereira disse...

Forte, denso e...nalgumas vidas, verdadeiro!
Bj
Graça

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Jotan. Dizer que estou com saudades, é ser repetitiva, contudo, o serei!
Estou com vontade de comentar nos seus escritos super talentosos!
Um beijo na alma, e tenha uma semana de paz!

Melo disse...

Infância tem cheiro suave.
Lembranças alegres.
Cada um tem a sua infância, indiscutível.
Obrigado pela visita.
Uma ótima semana.

Dorli disse...

Olá byjotam: Obrigada pela visita.
Seu texto é a realidade dos tempos de outrora. Hoje ninguém passa vontade de nada, não se preocupam com a emoção do casamento.
A minha infância era uma delícia e na mocidade, ficava verde, mas tinha que esperar o casamento.
Banho de água gelada fazia bem!!
Um abraço do tamanho do mundo
Sua admiradora
Dorli

Pérola disse...

A infância, época que nos marca. Sinal este que nos acompanha pela vida fora. Nunca neutra, lindo!

Mona Lisa disse...

Olá

Uma descrição pessoal da infância feliz.
A minha ,também foi...menina rebelde e sonhadora...em terras de África.

Beijos.

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Pema forte, intenso em palavras....os. Cheiros de infância, nunca esquecidos.Forte e belo!
Martha
Um abraço
Apareça

Nilson Barcelli disse...

Voltei, reli e acrescento:
Umas das coisas que mais gosto na tua escrita é o fator surpresa, pois surpreendes sempre. Ler-te, não dá sono nenhum...
Um abraço.

aline. disse...

infância feliz é assim, simples e direta.
espontânea !

Maria José Rezende disse...

Olá. Vim retribuir sua visita e conhecer o seu espaço. Toda infância traz algo de bom para as pessoas. Grande abraço.

Pedrasnuas disse...

É isso meu rapaz, a infância é infância...ninguém queira apressar o processo que os resultados estão aí...e começa na própria escola...as negativas são o primeiro sinal...
Linguagem forte e sem meias medidas!!!

Abraço

Matheus-Poeta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
may lu disse...

Bom dia! Estou estupefata com suas palavras, elas calaram de uma forma tão profunda em minha alma... Como remexendo em terras adormecidas, mas nunca esquecidas e lá no fundo dessa criança percebo agora que não importa as agruras que vida lhe deu, de alguma forma ela foi feliz! Obrigado pela sua carinhosa visita, beijão!

La Gata Coqueta disse...



En el momento que hace su presencia el vil metal, dinero y poder poseido por la autoridad del jefe que abusa del más necesitado. Todos los comportamientos pierden la ternura del sentimento, desde tiempos inmortales...

Gracias amigo por dejar la presencia de tus huellas en mi jardín de las emociones.

Estos días estoy de descanco pero en cuanto retome por aquí estaré permitiendo posarse ordenadamente las letras del entendimiento.

Un abrazo estimando
y un beso amando.

María del Carmen


kami disse...

Gostei da gramatica...exata!
Infancia feliz é sempre feliz, mesmo com tudo de infeliz que tem... Feliz é ser criança e não entender que o mundo é um palco de mentiras e tristezas...acho que por isso dizem que crianças são anjos sem asas, anjos inuteis e imcapazes de suas funções..ser criança é isso, é viver de mentiras sem ter essa noção!