sábado, 24 de setembro de 2011

.Quarenta

Foi quando acordei quarenta,numa tempestade de emoções novas em um corpo quase velho.Baniram do século 21 as pessoas nascidas em 1970,foram embora  abolidas pela realidade do envelhecer.São velhos acanhados perguntando a esmo que merda é essa de idade esclarecedora ou são semi-velhos escondidos do óbvio que os delata.
Sexualmente somos insistente na arte desgastante de ser o que precisamos ser e não o que somos de fato.O ser humano da busca inexistente,ser humano e não super humano infelizmente.
Então quando quarentão posso afirmar que conheço a verdade,minha verdade particular que não é a mesma do mundo real.Verdade pra ser de fato tem que ser dividida,aceita por todos,praticada sem monopólio.
Do todo,incapaz de ser o que precisa ter.
Do quase incapaz de ter o que precisa ser.
Não precisamos passar 100 anos carregando este estigma,até o próximo ciclo, mas sou fraco demais para consertar o mundo ou a geração dos incapazes.  

3 comentários:

kami disse...

Imaginar-se com quarenta é ruim...ter quarenta e imaginar-se incapaz, e como viver a vida distante dela...
Tudo tem seu temmpo, e o tempo passa pra tudo e pra todos...é só questão de como queremos disperdiça-lo...

Adorei o espaço!

Bju,bju,bju!

O Espírito do Tai Chi disse...

Caro Byjotan!

Eu tenho uns "aninhos" (anões) mais e todos os dias acordo com a vontade de fazer algo que possa dizer: "Valeu a pena".
Independentemente do tempo, da vida, do local e do meu ser. Nem sempre o consigo é verdade mas... continua persistindo...
Abraço,
António Serra

Tábata Borges disse...

A verdade está sempre debaixo de nosso nariz . Difícil é enxergar, ou permitir que os feitores de marketing nos façam concordar haha
nunca, jamais .

Não acho ruim, entretanto, me imaginar com quarenta . Em qualquer idade é ruim se sentir impotente .
Estou de acordo com o Antonio Serra !