terça-feira, 12 de outubro de 2010

Divinas Consequências

Somos assim,como folhas que caem o tempo todo ao soprar cadênciado do vento! Somos livres e frágeis na medida! É! Definitivamente somos assim,suscetíveis ao ócio,nosso rítmo verdadeiro é como o lançar  das ondas nos infinitos mistérios do mar,que vai e vem singelo e constante.Ser o que somos, os homens,é ser simples e complexo ao mesmo tempo... e o tempo todo.Como a natureza e suas divinas atribulações.

Nenhum comentário: