quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Ainda é cedo (remix)

Que todos os toques sejam leves e dosados usando a proporção de quem ama.Que pontos de vista sejam aceitos ou não e só.Que corpos sejam considerados verdadeiramente tão frágeis quanto papel e não simplesmente belos por acaso.Que todos ousam quando ossos gritam e parem  desculpando-se de maneira franca.Porque a cada findar de noite o sol reaparece relembrando a todos que ainda é cedo para dizer adeus eternamente.

3 comentários:

Anônimo disse...

SUTIL E APAIXONADO...ASSIM ACHEI...PAULA TRAVOSSO DE FERREIRA/RIB.PRETO/SP

Anônimo disse...

GOSTEI DO TEXTO MAS NÃO ENTENDÍ PORQUE REMIX?CELMA MARISCHEN/TAQUARITINGA/SP

Anônimo disse...

PESQUISANDO SOBRE O AUTOR NO PROPRIO BLOG,NÃO VÍ TEXTO COM O MESMO TÍTULO.cONCLUÍ QUE REMIX DEVE SER CHARME...fÁTIMA lIZANDRA DE ERMAL.ÌCEM.SP